TCC: dicas para não perder a calma durante o processo

agosto 21, 2019 7:00 pm

Quem me acompanha lá no Instagram sabe que os últimos nove meses foram dedicados a tarefa de escrever o meu trabalho de conclusão de curso, tcc para os íntimos. Embora tenha sido trabalhoso e, por algumas vezes, exaustivo, o processo de produzir o trabalho – que ficou com 130 páginas ao todo kkkk – foi tranquilo e divertido. Não, eu não estou louca. Durante o processo, vi que muita gente estava tendo uma experiência bem diferente e que fazer uma cobertura quase que diária nos stories do meu cotidiano gerava uma série de dúvidas no direct: “como é que tu produz todos os dias?”, “ai, eu queria ser organizada quem nem tu”, etc, etc, etc. É claro que cada história é uma e cada pessoa tem um jeito de lidar com as coisas – eu, por exemplo, morria de medo do momento de tccer, achava que não ia rolar ou que não saberia usar a linguagem acadêmica. Depois de organizar os passos a longo prazo, o medo sumiu.

Com o intuito de ajudar quem está prestes a embarcar nessa jornada, reuni sete passos/atitudes que me ajudaram a produzir o tcc de forma saudável e organizada, sem surtar. Mas assim: são dicas que funcionaram pra mim e PODEM funcionar para você. Nada de regras ou fórmulas do sucesso, mas passos pra se respeitar e conseguir produzir com o mínimo de tranquilidade, sem esquecer do bem-estar. Vamos às dicas:

1. Entenda sua rotina

Considerando que as regras da ABNT, metodologias, corpus e citações vão ocupar grande parte da sua vida – e pensamentos – pelos próximos meses, é importante entender a sua rotina. Coloque no papel ou no digital todas as suas atividades, das mais importantes às menos. Por exemplo: trabalho, aulas – se você ainda tiver -, passeio com o cachorro no final de tarde, lavar roupa, os cursos que você faz, a ida ao supermercado ou feira, o deslocamento longo de ônibus… Enfim, tudo mesmo. Assim, você vai conseguir enxergar os momentos para encaixar o tempo para produzir, ler e escrever. 

2. Separe um momento do dia para fazer o tcc

Diretamente conectada com a anterior, a dica 2 é: depois de listar todas as suas atividades, determine um momento do dia para fazer o tcc. Pode ser o horário vago de cada noite, uma hora antes de sair pro trabalho de manhã… Até o tempo no transporte pode servir pra ler e separar citações ou corrigir o que você escreveu no dia anterior. O que interessa é ter um horário agendado, todos os dias, pra sentar e pensar no trabalho. Alguns dias renderão páginas, outros duas palavras. Não importa. Faça a sua bebida preferida, sente-se confortavelmente e mãos à obra. E se aparecer bloqueio, você deve estar se perguntando. Leia algum capítulo, artigo, etc.

Registros dos meus stories colocando essa dica em prática 🙂

3. Pense em etapas

Essa é difícil – ou pelo menos foi para mim. O trabalho de conclusão de Jornalismo é composto por vários capítulos teóricos para, só depois, partir para a análise de um objeto propriamente dita. Nesse caminho, fundamental para a gente entender melhor o tema que estamos estudando e o que já foi feito anteriormente, é comum ficar espiando o todo e dar aquela surtadinha porque “ai, minha Deusa, falta muito!!!!!”. Been there, done that. Pense de acordo com a divisão dos seus capítulos e, mais importante, em um capítulo por vez. Nada de ler tooooda a bibliografia do trabalho e ficar perdida com o que fazer das citações: liste o que você precisa saber + o que precisa ler + o que não pode deixar de escrever para o capítulo em específico. Até mesmo a sensação de concluir pode ser desfrutada capítulo por capítulo.

Quando a gente vai pensando num capítulo por vez/Quando a gente pensa em tudo e acha que não vai dar conta de nada

4. Tenha um lugar físico para trabalhar

Seja a sua escrivaninha no quarto ou a mesa da sala quando não tem ninguém em casa/você mora sozinha, ter um cantinho para trabalhar é bem importante. Os benefícios são – pelo menos – três: você evita dores nas costas/pulso/pescoço ao ficar em posições erradas no sofá/cama; o espaço físico ajuda a criar a rotina e faz o cérebro pensar que se está naquela mesa é hora de produzir; todos os materiais que você precisa podem/devem estar neste lugar, evitando distrações ou confusões de não saber onde está tal livro. É claro que você pode migrar para outros lugares de vez em quando, mas priorize estar no seu espaço e faça as outras pessoas que convivem com você entenderem o quão sagrado é esse momento.

5. Entenda que as correções não são inimigas

Muitíssimo pelo contrário. Lembro como se fosse hoje o e-mail com a resposta da orientadora sobre meu primeiro capítulo teórico. Iríamos ter que redividir os tópicos, porque o texto estava muito grande e com informações que poderiam ser dispostas de outra forma. Foi literalmente só isso. Quase nada de gramática, não faltava, sobrava material. Meu mundo caiu por uns quinze minutos. Quer dizer que esse capítulo que me levou tanto tempo e fazia completo sentido na minha cabeça não está bem dividido? Ridículo, eu sei. Esse ‘causo’ é só pra retificar que enxergar as críticas como positivas é importante, mas, por você estar tão imersa no trabalho e acreditar no que está fazendo, pode ser difícil no comecinho. No meu caso, a reorganização ficou maravilhosa e muito mais precisa. E deste capítulo para o futuro, nunca mais sofri com alteração.

São as correções que vão te levar pro momento maravilhoso que se chama entregar

6. Faça uma atividade física

“Querida, eu mal tenho tempo de escrever e você ainda quer que eu faça um esporte? Só pode estar brincando com a minha cara, né?”. Eu entendo o seu pensamento, mas, antes de abandonar a lista, deixa eu contar uma coisinha: esporte faz bem, seja para aumentar a concentração, reduzir o estresse ou melhorar o humor. No processo de tcc, é ótimo para limpar os pensamentos, por vezes sobrecarregados, de quem não está conseguindo produzir ou precisa desligar entre uma atividade intelectual e outra. Você pode pedalar no bairro, fazer videoaula no Youtube, caminhar na praça ou fazer academia. O que interessa é a sensação de bem estar que surge logo depois da prática e o cérebro mais relaxado para voltar a fluir.  

Repetição de poses: tem dias que me seguir deve ser um saco kkk

7. Tire um momento off

Por mais que possa parecer loucura abrir mão de um tempo que poderia ser usado para produzir, se permita ter um momento off. Veja uma série, faça as unhas, saia com os amigos/peguetes/família/pet, vá ao cinema. Deixe o cérebro ‘respirar’ um pouquinho, se permita ter ócio e descontração. Feche a tela do notebook sem culpa – ou quase -, você não é uma máquina e merece um tempo.

Bêbada/em trilhas/degustando chopp rosa

É isso, meninas, espero que tenham curtido as dicas e que o processo de tccer de vocês seja o mais saudável possível. Pode me contar aqui, ou no Insta, se as dicas funcionaram depois, hein?  

Fé no pai – em si mesma, na vdd – que o diploma sai

Texto: Marcie



Categoria: